notícias

03/12/2018 Imperatriz recebe diretores de escolas alemãs e debate educação bilíngue

Tendo o Colégio Imperatriz Dona Leopoldina como sede, diretores de escolas alemãs das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Valinhos (SP) realizaram seu encontro anual na última sexta-feira, dia 30. Destinada à reflexão sobre as realizações dos últimos meses e ao planejamento das ações futuras, a reunião também abordou o currículo bilíngue implantado na instituição de Entre Rios.

“Com satisfação recebemos esta visita de enorme relevância e, simultaneamente, tivemos a oportunidade apresentar e discutir nosso modelo de ensino de currículo bilíngue”, frisou a diretora educacional do Imperatriz, Josiane Richter.

Estiveram presentes os representantes dos seguintes colégios de referência nacional no ensino do idioma alemão no país: Werner Fabisch, diretor alemão do Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade 1 (Morumbi), em São Paulo (SP); Ingo Kangarlou, diretor alemão do Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade 2, em Valinhos (SP); Burkhardt Ost, diretor alemão do Colégio Humboldt, em São Paulo (SP); Anke Junge-Ehmke, diretora alemã da Escola Alemã Corcovado, em Rio de Janeiro (RJ); e Sabine Löschel, orientadora regional das cinco escolas alemãs no Brasil.

A extensa programação incluiu a visita ao Museu Histórico de Entre Rios, reunião com a diretoria e superintendência da Cooperativa Agrária Agroindustrial, visita ao Colégio Imperatriz, incluindo a Educação Infantil, e reunião das discussões pedagógicas propostas.

De acordo com o diretor de ensino alemão do Humboldt, Burkhardt Ost, o encontro possibilitou conhecer melhor o formato de formação continuada dos professores do Imperatriz e o colégio como um todo. “Fiquei pessoalmente muito impressionado com o moderno sistema teuto-brasileiro que se desenvolveu aqui em Entre Rios”, frisou.

O diretor citou o desafio em todo o país de se encontrar professores que dominem o idioma alemão em um nível próximo ao da língua materna. “Por isso, é tão importante esse investimento realizado aqui em Entre Rios no desenvolvimento continuado dos professores”, enalteceu.

Nascida em Bremen, a atual diretora da Escola Alemã Corcovado, Anke Junge-Ehmke, também frisou a importância do ensino bilíngue aplicado no Imperatriz. “É um fator que torna a escola especial no Brasil, ao oferecer uma qualificação que certamente distinguirá seus alunos no futuro”.

Para a diretora, o encontro das escolas em Entre Rios atendeu à necessidade de troca de ideias, necessária para o desenvolvimento do idioma em terras brasileiras. “Todos temos a mesma situação, de que se fala pouco alemão em casa, e nesse sentido a troca de informações é fundamental, a fim de encontrar as melhores oportunidades para nossos alunos”.


Agraria Cooperativa Agrária Agroindustrial (42) 3625-8000 saca@agraria.com.br