Workshop do Programa Dono de Área apresenta resultados de Manutenção Produtiva Total

03/01/2020

No último dia 19 de dezembro cerca de 90 colaboradores da Agrária estiveram no Centro Cultural Mathias Leh para o 2º Workshop do Programa Dono de Área com Foco em Manutenção Produtiva Total (TPM). Durante o evento, algumas áreas da Cooperativa apresentaram sua evolução dentro do Programa, os resultados que estão sendo obtidos com ele e as melhorias realizadas nos equipamentos através da Manutenção Autônoma (um dos pilares do TPM). Os participantes também puderam assistir a uma palestra com o senhor Willy Cardoso, com o tema Integração para Produtividade

Um dos principais assuntos abordados durante o Workshop, a Manutenção Autônoma oferece aos operadores conhecimentos para que possam executar tarefas básicas de manutenção e identificar problemas que afetem o funcionamento e qualidade de máquinas e equipamentos. Entre as diversas áreas da Agrária, ela está sendo implantada nas indústrias de Farinhas, Grits e Flakes, Malte, Nutrição Animal, Óleo e Farelo, na Agrária Sementes, no setor Florestal e nas Unidades de Armazenamento (Pinhão, Vitória e Guarapuava). 



Supervisor de Produção na Agrária Nutrição Animal, Luiz Carlos Sacomani explica que o suporte dado aos operadores pela Manutenção Autônoma faz com que eles conheçam a inteligência das máquinas e equipamentos com os quais atuam o que se traduz em benefícios para ambiente de trabalho, revertido em qualidade da produção. “O colaborador passa a regular melhor as funções e ter mais autonomia para discutir com a manutenção sobre o que precisa ser melhorado”, afirma. 

Felipe de Lima Zeruth é Operador Industrial na Agrária Grits e Flakes e desde o início de 2019 tem contato com a Manutenção Autônoma. A máquina em que ele trabalha, que chegou a ficar parada até seis vezes em um período de 30 dias, fechou o último mês de outubro funcionando sem paradas. “Estamos reduzindo de uma a duas anomalias por mês, coisas que os operadores podem resolver, sem necessidade de acionar a manutenção. Isso facilita porque não precisamos forçar outro equipamento para substituir o que está parado”, observa. 



Compartilhe esta publicação

Desenvolvido por BRSIS
© 2018 - Agraria | Todos os direitos reservados.